quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Queimadas em Mangabeiras foi o assunto mais comentado na Sessão Ordinária desse dia 16 de setembro


Foi realizada nessa segunda-feira, 16 de setembro, mais uma Sessão Ordinária da Câmara Municipal de São Raimundo das Mangabeiras. A Sessão contou com a presença de oito dos 11 vereadores (as): Ailton Costa, Alessandra Alvarenga, Darleia Oliveira, Emerson Cardoso, Emir Alencar, Júlio da Foto Layser, Nonato da Papelaria e Pedro Violão. Foi justificada a ausência dos vereadores: Catré, Irmão Leonardo e Maurício Dião. A Sessão foi presidida pelo Vereador Emir Alencar.

As queimadas que atingem o município foi o assunto mais comentado durante a Sessão. Desde a semana passada, a área urbana da cidade vem sendo afetada por incêndios.

Assista!



Confira, AQUI, síntese das falas dos vereadores e demais participantes da sessão

Destaques falas dos vereadores:



O Vereador Emerson Cardoso comentou sobre o projeto de lei que apresentou e que dispõe sobre a obrigatoriedade da afixação do número do telefone da Ouvidora Geral do Município de São Raimundo das Mangabeiras em todos os órgãos públicos e dá outras providências, salientando que este é o seu sexto projeto de lei apresentado neste ano. Ponderou que o projeto visa proporcionar melhorias no atendimento dos serviços púbicos. Destacou que a cidade está sendo bastante afetada pelas queimadas. Ponderou que a situação não pode continuar como está, que este é um problema que afeta a todos. Questionou sobre a atuação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente do Município. Questionou informações apresentadas pela Secretaria em oficio encaminhado à Câmara, como a questão das palestras e campanhas educativas mencionadas. Afirmou que faltam ações efetivas da Secretaria Municipal de Meio Ambiente para enfrentar o problema das queimadas. Ponderou que o povo é o destinatário do trabalho desenvolvido pelo órgãos e agentes públicos e não pode ser o último a ser visto, a ter os seus anseios atendidos. Comentou que os vereadores sempre cobraram ações em prol do enfrentamento das queimadas, ponderando sobre os apelos feitos pelo vereador Emir em diversas sessões. Salientou que o executivo não está se empenhando como deveria para combater as queimadas. Destacou empenho que os vereadores têm em denunciar a falta de ações efetivas e para indicarem o que precisa ser feito para enfrentar o problema.


A Vereadora Darleia Oliveira Comentou que o problema das queimadas é um problema de todos. Ponderou que falta apoio aos pequenos agricultores para lidar com o problema das queimadas. Pediu que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente desenvolva ações efetivas para enfrentar o problema das queimadas. Comentou que as queimadas causam grandes transtornos à sociedade e problemas de saúde.


O Vereador Pedro Violão comentou sobre o problema das queimadas, pedindo ações que minimizem o problema. Lamentou as queimadas que atingiram os bairros São José, na ultima semana, e São João, nesta segunda-feira. Pediu consciência às pessoas para que não façam queimadas, que causam danos ambientais, materiais e de saúde. Se solidarizou com as pessoas que tiveram prejuízos com as queimadas. Ponderou que as queimadas intensificam o problema da falta de água. Comentou que fica indignado com o que vem ocorrendo. Pediu ações mais efetivas do Poder Executivo Municipal para o enfrentamento do problema.


O Vereador Júlio da Foto Layser destacou sobre o problema das queimadas, que vem a somar com o problema da falta de água. Comentou sobre a questão cultural da região de queimar roças, o que contribui para a propagação de fogo caso não haja uma manejo adequado. Ponderou que as queimadas aumentaram muito neste ano em todo o Brasil e que o Maranhão é um dos estados com mais focos de incêndio. Salientou que vem acompanhando os casos das queimadas no município. Destacou que os vereadores sempre cobraram soluções para o problema das queimadas. Informou que convidou a Secretária Municipal de Meio Ambiente par que comparecesse à sessão e que mesma informou que não poderia comparecer devido a uma cirurgia, mas que enviou um oficio com as ações da Secretaria. Comentou que lembrou à Secretaria que sugeriu no ano passado que fossem desenvolvidas ações neste ano para buscar amenizar as queimadas, como campanhas educativas e palestras com os proprietários rurais. Defendeu que a Secretaria de Meio Ambiente seja mais atuante no tocante às queimadas, inclusive buscando a possibilidade de conseguir recursos junto ao Governo Federal, pois a questão ambiental brasileira está em evidência no mundo. Comentou que na queimada que atingiu o Bairro São José surgiram diversas informações desencontradas, assim como no incêndio ocorrido no Bairro São João. Pediu aos moradores que têm quintais com capim próximo às suas casas para que façam aceiros nesses quintais para evitar queimadas. Informou que o poder executivo vem prestando apoio no combate ao incêndios, através da Secretaria de Infraestrutura, na pessoa do Secretário Cobra, a quem parabenizou pelo empenho. Agradeceu à presença do Sargento Amorim, representando a Polícia Militar, para apresentar esclarecimentos sobre a atuação da Policia Militar no problema das queimadas.


O Vereador Emir Alencar enfatizou que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente precisa atuar no sentido de buscar recursos para realizar as suas ações. Citou caso de uma professora que vem conseguindo realizar ações de conscientização sobre as nascentes de forma autônoma e que isso vem ganhando mais visibilidade do que as ações da Secretaria de Meio Ambiente. Salientou que a Secretaria de Meio Ambiente precisa ir buscar recursos, pois só assim poderão ser desenvolvidas ações efetivas. Ponderou que o mundo inteiro está de olho no Brasil quanto à problemática das queimadas. Lembrou que o Maranhão está dentro da Amazônia Legal e que existe a previsão para que sejam destinados recursos para esse problema, mas que é preciso a busca por esses recursos. Ponderou que o Município poderia fazer projeto de convênio em prol do enfrentamento das queimadas, assim como já ocorre em outras áreas da gestão, como na infraestrutura no tocante aos convênios de obras. Comentou que apresentou projeto baseado no que é desenvolvido na Bahia e Piauí para enfrentar o problema, mas que o mesmo não obteve a devida atenção quando apresentou a ideia. Afirmou que as questões ambientais são prioridades. Salientou que é possível à Secretaria de Meio Ambiente ter acesso a recursos através de projetos, mas que é preciso criatividade da gestão para que isso ocorra. Questionou se a Secretaria está atenta às linhas de crédito e formas de obter recursos para as ações. Sobre o problema do abastecimento de água, comentou que poços artesianos não são uma alternativa para a região, pois toda a região têm camadas de calcário que tornam a água salobra, sendo poucos os poços que não são salobros, porem com pouca vazão. Salientou que a manutenção de poços é mais onerosa e demanda mais tempo do que quando a captação ocorre em águas superficiais. Ponderou que o ideal é incentivar a preservação dos mananciais, o que não vem sendo incentivado pelos órgãos responsáveis. Comentou que é preciso que pessoas empenhadas com a questão ambiental estejam à frente dos órgãos.


O Sargento Amorim, representando o Comando da Polícia Militar no Município, participou da Sessão e comentou sobre a problemática das queimadas no Município. Destacou ações governantas que visam acompanhar os focos de incêndio, como o trabalho que vem sendo desenvolvido pelo Exercito Brasileiro e Governo Estadual, através do Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e Polícia Militar. Comentou que na semana passada houve uma ronda por municípios do Sul do Estado, Como São Raimundo das Mangabeiras, São Felix de Balsas, Sambaíba, Fortaleza dos Nogueiras e Balsas, que fez o monitorando dos focos de queimadas e realizando autuações. Enfatizou que além dos entes governamentais, a população precisa estar atenta ao problema. Comentou que na semana passada um incêndio, no bairro São José, por pouco não tirou vidas humanas. Destacou que ações criminosas precisam ser combatidas. Disse que a Policia Militar tem recebido varias ligações e vídeos de focos de incêndio. Comentou como a policia militar vem agindo, enfatizando que a PM analisa os casos e aciona o Corpo de Bombeiros para os casos mais graves. Comentou que um incêndio nas proximidades do Bairro São João causou grande preocupação a moradores do bairro e das proximidades. Pediu que a população denuncie os atos criminosos relacionados às queimadas. Salientou que a prevenção aos incêndios é a medida mais eficaz. Lembrou que o corpo de bombeiros mais próximo está localizado em Balsas, o que causa demora no atendimento dos casos graves, o que reforça a necessidade de prevenção. Comentou sobre decreto estadual que proíbe as queimadas no Maranhão nesta época do ano. Convocou a todos para que exerçam o seu papel de cidadão e denunciem os infratores.

A câmara de São Raimundo das Mangabeiras realiza todas as segundas-feiras as sessões ordinárias, a partir das 19 horas. As sessões são abertas ao público.

Todas as quartas-feiras, a Rádio Comunitária FM Rio Neves transmite um resumo das sessões a partir das 10:30 horas. A rádio transmite na frequência 87,9 MHz, podendo ser ouvida também pela internet em www.fmrioneves.com.br

Fonte: Câmara de São Raimundo das Mangabeiras
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...