domingo, 28 de maio de 2017

Integração Lavoura-Pecuária-Floresta é tema de dia de campo em São Raimundo das Mangabeiras


A Embrapa Meio-Norte, em parceria com a Embrapa Cocais e a Agropecuária Santa Luzia, realiza, no dia 02 de junho, o dia de campo sobre Sistema ILPF e apresentação do boi Tropical para a região Matopiba. O evento acontece na Unidade de Referência Tecnológica (URT) do Sistema Integração Lavoura-Pecuária-Floresta, implantada na propriedade, situada em São Raimundo das Mangabeiras – MA, há 12 anos.

O evento será dividido em estações, com os seguintes temas: Estratégia de produção, resultados médios de doze safras e impactos na URT de ILPF na Agropecuária Santa Luzia; Benefícios do sistema ILPF no solo; Formação de pasto para utilização por pisoteio na entressafra, produção de silagem e feno e Boi Safrinha no sistema de ILPF; Apresentação do Boi Tropical (cruzamento Curraleiro Pé-duro x raças comerciais) e emissão do gás metano pelos bovinos e ILPF como alternativa para o desenvolvimento do agronegócio do Meio-Norte brasileiro.

Na Agropecuária Santa Luzia, a produtividade, na década de 90 era, em média, de 40 a 42 sacas de soja, e de 90 a 100 sacas de milho por hectare. Com a implantação do ILFP, há 11 anos, as médias aumentaram para cerca de 60 sacas de soja e 160 sacas de milho por hectare.

A fazenda se tornou, após várias safras, referência em ILP e ILPF na região, adotando uma estratégia de produção com um plano de rotação e de ocupação intensiva dos seus 5.950 ha. Assim, no período das chuvas, realiza a 1ª safra com soja e milho+forrageiras, ficando o restante da área com pastagem permanente, eucalipto, acácia mangium e a Área de Preservação Permanente (APP). Após a colheita da soja, faz a safrinha com milho+forrageiras na área da primeira janela de plantio; sorgo granífero e feijão comum ou feijão-caupi na área da segunda janela de plantio e milheto e Braquiária ruziziensis em sobressemeadura da soja da última janela de plantio, completando o uso da área na entressafra com terminação de bois na pastagem oriunda do consórcio, além do eucalipto, acácia mangium e a Área de Proteção Permanente (APP).

“Ao longo dos anos observou-se um incremento de 130% da produção, considerando-se a 1ª safra e safrinha, em comparação com o que era produzido antes de ser validado e utilizado o ILP na fazenda, sem contar os rendimentos do componente florestal que deve ocorrer em 2016”, explica Marcos Teixeira, coordenador do projeto de transferência de tecnologia em ILPF na região do Matopiba.

Fonte: Embrapa

Semana do Meio Ambiente em Mangabeiras alertará sobre problemas ambientais no Rio Cachoeira



A Prefeitura de São Raimundo das Mangabeiras, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, com o apoio da Secretaria de Educação, Secretaria de Saúde, Secretaria de Agricultura Familiar, Coordenação dos Programas Sociais da Assistência Social e de outros órgãos, promoverá diversas atividades durante a Semana do Meio Ambiente, a partir de segunda-feira, dia 29 de maio, seguindo até e dia 05 de Junho, Dia Mundial do Meio Ambiente, data em que será realizada uma audiência pública de culminância da campanha “Rio Cachoeira – Suas águas, Nossa Vida!”.

As atividades alertarão a comunidade em geral sobre os problemas ambientais, especialmente os enfrentados pelo Rio Cachoeira, que abastece a maior parte da população do município. Durante semana serão realizadas palestras nas escolas, na Rádio Comunitária FM Rio Neves e TV Atual. As palestras contarão com a participação de representantes da Secretaria de Meio Ambiente, Secretaria de Educação, Secretaria de Agricultura Familiar, Secretaria de Saúde, IFMA Campus São Raimundo das Mangabeiras, Escola São Raimundo Nonato, da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (AGERP) e Igreja Católica, que divulgará ações propostas pela Campanha da Fraternidade 2017. O Ministério Público do Maranhão, através da Promotoria da Comarca, também estará participando das atividades.

Na culminância da campanha, no dia 05 de junho, será realizada uma audiência pública, a partir das 15h, no templo da 1ª Igreja Batista. Durante a audiência, dentre outros pontos, será divulgado um trabalho diagnóstico da situação do Rio Cachoeira, momento em que a sociedade debaterá formas de preservar o Rio Cachoeira e todos os seus afluentes, bem como outras áreas do município que encontram-se ameaçadas.

Segundo a Prefeitura, com a ação, o governo municipal espera contar com o apoio e colaboração de toda a sociedade para ajudar na preservação da diversidade ecológica, incentivando práticas sustentáveis de uso dos recursos naturais, garantindo assim um ambiente para as atuais e futuras gerações.

sábado, 27 de maio de 2017

São Raimundo das Mangabeiras fica acima da média nacional na campanha de vacinação contra a gripe


São Raimundo das Mangabeiras atingiu a meta de vacinação na Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza (gripe), ficando acima da média nacional, tendo aplicado quase 3.500 doses da vacina, com percentual acima de 90% das 3.870 doses previstas. Nesta sexta-feira, 26, o Ministério da Saúde prorrogou a campanha de vacinação até o dia 09 de junho. O ministério informou que, nacionalmente, foram imunizados 63,6% de um total de 54,2 milhões de pessoas.

Em São Raimundo das Mangabeiras, A Campanha de Vacinação foi realizada na Zona Urbana e Zona Rural, além do dia D da campanha, no dia 13 de maio. A campanha foi supervisionada por Gilvânia Silva, coordenadora da imunização, que contou com o apoio e parceria dos demais setores da Secretaria Municipal de Saúde.

Segundo a prefeitura, o resultado preliminar da campanha demonstra que as equipes de Saúde de São Raimundo das Mangabeiras estão empenhadas em garantir que a população tenha acesso aos serviços de saúde com agilidade e eficiência.

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Mangabeirenses poderão apresentar propostas ao orçamento do Governo do Estado em Escuta Territorial

 

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), realiza, no dia 31 de maio a escuta territorial do Orçamento Participativo (OP), no território do Cerrado Sul.  O encontro com a população será na cidade de Balsas, na Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), das 7h30 às 15h.

O objetivo é promover a participação da população nas decisões orçamentárias do governo estadual para 2018.


Municípios que compõem o território do Cerrado Sul: Alto Parnaíba, Balsas, Benedito Leite, Carolina, Feira Nova do Maranhão, Formosa da Serra Negra, Fortaleza dos Nogueiras, Loreto, Nova Colinas, Riachão, Sambaíba, São Domingos do Azeitão, São Félix de Balsas, São Pedro dos Crentes, São Raimundo das Mangabeiras e Tasso Fragoso.


Sobre as Escutas Territoriais

A partir de 31 de maio (quarta-feira), o Governo do Maranhão realizará 15 Escutas Territoriais do Orçamento Participativo (OP) no Maranhão. O objetivo é promover a participação da população nas decisões orçamentárias do governo estadual.

As Escutas Territoriais do OP são abertas a qualquer pessoa interessada. Em cada Escuta, os participantes têm a oportunidade de indicar ações do Plano Plurianual 2016-2019 que serão colocadas para votação popular aqui no Participa MA. Ao final, a proposta que for mais votada por território será encaminhada aos técnicos da Secretaria de Estado de Planejamento e Orçamento (Seplan) para posterior inclusão na Lei Orçamentária Anual de 2018.


Com informações do Governo do Maranhão


Mutirão de combate ao mosquito Aedes aegypti mobiliza população de Mangabeiras


A Secretaria Municipal de Saúde de São Raimundo das Mangabeiras realizou um mutirão de combate ao mosquito Aedes aegypti. O mutirão teve início no dia 15 de maio, com palestras destinadas aos profissionais da saúde, e encerrou nessa quinta-feira, 25 de maio. As ações de combate ao Aedes aegypti foram realizadas nas áreas de abrangência das unidades básicas de saúde (UBS) da zona urbana e nos povoados Morro do Chupé, Vale Verde e Canto Grande, contando com a participação de Agentes Epidemiológicos, Agentes de Saúde, Enfermeiros, Professores, Alunos e a Comunidade em geral.

O cronograma inicial do mutirão previa ações até o dia 23 de maio, mas, com algumas mudanças na programação, as ações se estenderam até o dia 25, tendo sido realizadas da seguinte forma: no dia 19 de maio, na UBS Deroci Milhomem, abrangendo o Centro, Porto, Conceição, São Vicente e Dim Dias; no dia 22, nos povoados Morro do Chupé e Vale Verde, UBS Maria José e UBS São Luiz Gonzaga; no dia 23, na UBS José Gomes, abrangendo Vila Ceci, São João, Bela Vista e Cidadão; no dia 24, na UBS Alice Farias, abrangendo Vila Cardoso, Primavera, Conceição e Nazaré; e no dia 25, na UBS Socorro Portela, abrangendo São José, São Francisco, Esperança e Olaria e no Povoado Canto Grande.

O Mutirão contou com o apoio da empresa Ambientar – responsável pela limpeza pública do município –, das escolas municipais, Programa de Saúde da Família, Coordenação de Vigilância em Saúde, Programa Saúde na Escola, Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Secretaria Municipal de Infraestrutura e Transporte.

Além do mutirão, o combate ao mosquito Aedes aegypti recebeu mais um reforço esta semana. Carros fumacê, da Secretaria de Estado da Saúde, estiveram no município ao longo da semana, nos Povoados Morro do Chupé e Vale Verde, dia 22, e na sede do município, nos dias 23 e 24. Os carros deverão voltar ao município na próxima semana.

Com as ações, a gestão municipal busca reduzir os focos do mosquito Aedes aegypti, que transmite a dengue, febre chikungunya e o vírus Zika, apontado como responsável pelo aumento dos casos de microcefalia no país.

Segundo a Prefeitura, o governo vem trabalho de forma intensiva para que as equipes de saúde da atenção básica possam dinamizar cada vez mais a saúde preventiva, objetivando ter uma população mais saudável, consequentemente diminuindo a demanda nos serviços emergenciais.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...