segunda-feira, 6 de abril de 2015

Agricultores familiares de São Raimundo das Mangabeiras serão beneficiados com sementes de feijão

Agricultores familiares de São Raimundo das Mangabeiras serão beneficiados com sementes de feijão através do Programa “Mais Sementes”, do governo do estado. A COOPEVIDA (Cooperativa Agroecológica Pela Vida de São Raimundo das Mangabeiras), fará a distribuição das sementes. A Cooperativa recebeu uma tonelada de sementes diretamente da AGERP (Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão), no dia 1º de Abril. Na região, as ações da AGERP beneficiarão agricultores das 14 cidades que compõem a regional de Balsas.

O Gestor Regional da AGERP em Balsas, Aldecy Pereira, esclarece que a distribuição de sementes é uma ação do governo do estado que visa “Fortalecer a agricultura familiar da nossa região”. Cada produtor beneficiado receberá em média 10 kg de sementes de feijão.


O diretor de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) da AGERP, Pedro Pascoal disse que “a Semente está chegando justamente para fortalecer, potencializar a agricultura familiar” na região.


Da esquerda: Leandro Cruz (Secretaria Municipal de Agricultura), Aldecy Pereira (Gestor Regional da AGERP em Balsas), Pedro Pascoal (Diretor de ATER da AGERP-MA), Aldean Cavalcante (Coordenador dos Escritórios Regional da AGERP), Manoel Messias (Nova Colinas), José Filho (COOPEVIDA) e Ailton Trajano (Nova Colinas).

Sobre o Programa Mais Sementes

Como forma de garantir apoio aos produtores do estado, o Governo do Maranhão lançou, nesta terça-feira (31), em Balsas, o programa ‘Mais Sementes’. Com a oferta de assistência técnica, uso de novas tecnologias e avaliação da produção e produtividade obtidas com itens essenciais, como arroz, feijão e milho, o governador Flávio Dino pretende investir no produtor rural e melhorar, a cada safra, a geração de emprego e renda e a qualidade de vida dos maranhenses.

No lançamento do programa, a uma plateia que incluiu, além de prefeitos da região, a ampla participação de produtores e agricultores familiares, o secretário de Agricultura, Márcio Honaiser, reiterou que não se trata somente da entrega de sementes, mas principalmente de disponibilizar as ferramentas necessárias para que o produtor cresça, aumente sua produção e, por conseguinte, aumente a oferta de emprego e renda.

“Estamos iniciando um novo momento na agricultura do Maranhão com o feijão. Foi pensando em uma cesta básica mais farta para o nosso povo, que criamos o ‘Mais Sementes’, pois, como disse o governador Flávio Dino, o setor primário é um dos pilares da nossa gestão e a superação da desigualdade e da pobreza uma das nossas prioridades”, destacou o secretário, informando que o feijão será o primeiro item a ser disponibilizado pelo ‘Mais Sementes’.

Além das sementes, o produtor receberá capacitação técnica, instrumentalização (como as patrulhas agrícolas) e novas tecnologias, como a inoculação, que aumenta a produtividade das sementes plantadas. Essas ações serão possíveis por meio de uma parceria entre o governo e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

O produtor rural poderá também aderir ao Cadastro Ambiental Rural, uma iniciativa do governo federal, obrigatória a todos os proprietários de imóveis rurais, que permitirá o acesso ao crédito rural e outras vantagens. Com isso, o governo do Estado diminui a distância entre o pequeno produtor e o acesso aos benefícios concedidos à categoria, mas que precisam passar por trâmites administrativos.

As sementes estarão disponíveis na Agência Estadual de Defesa Agropecuária (AGED), Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (AGERP), Sindicatos de Trabalhadores Rurais e nas Secretarias Municipais de Agricultura. Todas essas instituições são parceiras da secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária na execução do trabalho, assim como a secretaria de Estado de Agricultura Familiar, Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Maranhão (Faema) e Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Maranhão (Fetaema).

Com informações do Governo do Maranhão



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...