quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Profissionais da saúde de São Raimundo das Mangabeiras participam de Formação em Saúde Mental

Fonte: Prefeitura de São Raimundo das Mangabeiras

Agentes de Saúde, Auxiliares e Técnicos de Enfermagem da atenção básica de São Raimundo das Mangabeiras estão participando de uma formação em Saúde Mental (crack, álcool e outras drogas) através do projeto “Caminhos do Cuidado”. Cerca de 60 profissionais da Saúde do município participam da formação, que tem carga horária de 60 horas. O curso está sendo ministrado na Unidade Básica de Saúde Deroci Milhomem Maia.

O curso é realizado pelo Ministério da Saúde com a parceria de diversas instituições como , incluindo a Secretaria Municipal de Saúde. A contrapartida municipal consiste na disponibilidade do local, equipamentos multimídia e libração dos profissionais para participarem do curso.

As atividades do programa no município acontecerão ao longo de cinco reuniões, sendo uma por semana, realizadas às quartas-feiras desde o dia 14 de janeiro. O curso é dividido em três eixos: Conhecendo o território, as redes de atenção, os conceitos, políticas e a práticas de cuidado em saúde mental; A caixa de ferramentas dos ACS e ATEnf na Atenção Básica; e Reforma Psiquiátrica, Redução de Danos e integralidade do cuidado como diretrizes para intervenção em saúde mental e no uso de álcool, crack e outras drogas.

No município, o curso está sendo ministrado por Rosivelton Lima e Karenne Mota.


Sobre o Projeto Caminhos do Cuidado (Fonte: caminhosdocuidado.org)

O projeto Caminhos do Cuidado iniciado em 2013 encontra-se em fase de descentralização, fechando seu ciclo em direção à meta de oferecer formação em saúde mental, crack e outras drogas para um contingente de 290.197 agentes comunitários de saúde (ACSs) e auxiliares e técnicos em enfermagem (ATENFs). Nessa nova etapa, a Rede de Escolas Técnicas do SUS (RET-SUS), parceira do projeto, ganha destaque participando tanto da produção como também da iniciação de turmas, formação pedagógica e avaliação de candidatos, contando com o apoio das equipes regionais (macros e coordenações estaduais e grupo de apoio). O objetivo é garantir sustentabilidade à iniciativa, superando seu tempo de duração, previsto para final de 2014.

A formação proposta pelo Caminhos do Cuidado inovou por ser dinâmica, com estratégias que possibilitam aos atores da Atenção Básica trabalhar em conjunto com a Saúde Mental, acolhendo e cuidando do usuário. Outra peculiaridade é que todo o trabalho se dá conforme as especificidades de cada território, levando em conta a realidade local nas mais diferentes regiões do Brasil.

O nascimento do projeto
O projeto Caminhos do Cuidado começou a ser concebido a partir do convite do Ministério da Saúde a duas instituições de educação em saúde: a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), do Rio de Janeiro e Grupo Hospitalar Conceição, do Rio Grande do Sul. Articulado pela Casa Civil e sob a responsabilidade do Ministério da Justiça, o projeto está inserido no eixo do Cuidado do Plano Integrado “Crack, é possível vencer”. A base do projeto é a política de atenção integral e cuidado com as pessoas que fazem uso prejudicial de drogas.

As parcerias com setores do Ministério da Saúde como o Departamentos de Gestão da Educação na Saúde (DEGES), de Atenção Básica (DAB) e da Coordenação de Saúde Mental foram fundamentais para a realização do “Caminhos do Cuidado”, assim como a articulação entre as instituições do Sistema Único de Saúde (SUS) que são protagonistas nessa formação, destacando a parceria entre estados e municípios, Conselhos de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) e com as Escolas Técnicas do SUS e Escolas de Saúde Pública (ETSUS/ESP).


Mais fotos, na página da prefeitura no Facebook, clicando abaixo.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...