sexta-feira, 31 de outubro de 2014

AGED faz inspeção de matadouros reformados em São Raimundo das Mangabeiras

Fonte: Comunicação Prefeitura de São Raimundo das Mangabeiras

Uma equipe da AGED (Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão) esteve na manhã desta sexta-feira, 31, em São Raimundo das Mangabeiras realizando vistoria em três matadouros que foram reformados após interdições realizadas nos dias 16 e 17 de setembro pelo órgão estadual, a pedido da promotoria de justiça da cidade. As vistorias gerarão laudos que poderão autorizar a volta de abates de animais para comercialização no município. O Advogado da AGED, Juliano Araújo, que acompanhou as vistorias, disse que o “laudo de vistoria que a AGED irá fazer [deverá ser] entregue semana que vem”.

“A gente vai fazer uma comparação do que era antes, o que foi feito e as possíveis recomendações... Estamos analisando e com certeza [esse laudo] será feito o mais rápido possível para que aja uma resposta à população”, esclareceu o advogado Juliano.

As reformas feitas nos matadouros visam adequar os locais às normas sanitárias vigentes. O Ministério Público firmou um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) com o município, que prevê a possibilidade de conceder a particulares a atividade de abate na cidade, desde que sejam exigidos destes particulares serviço e selo de inspeção federal, estadual ou municipal, como também que se adequem às condições imposta pela lei federal 7.889/89 e ao Regulamento de Inspeção Industrial e Sanitário de Produtos de Origem Animal (RIISPOA).

A gestão municipal vem trabalhando para que a situação seja solucionada o quanto antes. A vigilância Sanitária do município está fazendo todas as orientações necessárias aos donos de matadouros que estão reformando seus espaços. Dentro dos próximos dias, será enviado à Câmara municipal um projeto de lei que cria o serviço de inspeção municipal, o que facilitará a fiscalização dos matadouros, podendo tornar mais ágil a solução de problemas. Quanto à construção do matadouro público, o prefeito continua buscando recursos junto aos órgãos federais para a construção do mesmo, uma vez que o município não tem condições de construir um matadouro.

O gestor municipal chegou a conseguir um convênio com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação no valor de R$ 474.516,00 para construção de uma Unidade Didática de Processamento de Carne no município. No entanto, devido a mudanças no Ministério, o convênio foi cancelado, o que atrasou todo o cronograma feito até então, atrasando ainda mais a solução deste antigo problema do município.

A recomendação para as fiscalizações, e consequente interdição dos matadouros, foi feita após a promotoria de justiça receber um abaixo-assinado, de moradores de um dos bairros da cidade, que denunciava problemas com um matadouro próximo.

O prefeito Francismar Carvalho acompanhou a vistoria de um dos matadouros. Na foto, acompanhado do Advogado da AGED Juliano Araújo, do Secretário de Agricultura Aldecy Pereira e do responsável pelo posto da AGED em São Raimundo das Mangabeiras Jaerth Coutinho.

Um dos proprietários de matadouros investiu cerca 65 mil reais na reforma do matadouro e aquisição de um veículo adequado para o transporte de carne.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...