quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Cinco comércios de Mangabeiras estão aptos a comercializarem para o programa ‘Bolsa Escola’

A primeira remessa dos cartões bolsa escola já foi empacotada e endereçada aos 30 municípios maranhenses de menor IDH. Foto: Honório Moreira/Sedes.
O Governo do Maranhão habilitou 659 estabelecimentos comerciais para a venda de material escolar, inclusive fardamentos e calçados, aos beneficiários do Bolsa Escola (Mais Bolsa Família). Destes, cinco comércios estão situados em São Raimundo das Mangabeiras: Mercearia São Domingos, Papelaria Brito, Supermercado Berlatto, Supermercado Bom Vizinho e Supermercado Campeão. Em São Raimundo das Mangabeiras, serão beneficiadas mais de 3 mil crianças e jovens entre 04 e 17 anos. A expectativa é que a circulação no comércio seja da ordem de R$ 152 mil.

Comércios de São Raimundo das Mangabeiras habilitados a comercializarem para o programa Bolsa Escola (Mais Bolsa Família), do Governo do Maranhão.

O programa vai beneficiar em todo o estado mais de 1 milhão de estudantes da rede pública de ensino. O recurso em cota única para a compra de material escolar pode ser usado a partir do próximo dia 10 janeiro e, à proporção que os cartões forem recebidos, e desbloqueados, os beneficiários terão 90 dias para realizar a compra dos produtos nos estabelecimentos credenciados pelo Governo do Estado.

Lista de estabelecimento aptos

Relacionada: Mais de 3 mil crianças e jovens mangabeirenses receberão Bolsa-Escola do governo do estado

Nos últimos meses, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes) organizou uma força-tarefa para mobilizar o comércio local em todo o estado e agilizar o processo de cadastramento das empresas interessadas no programa. O secretário Neto Evangelista explicou que nesse processo 842 estabelecimentos foram cadastrados e 659 foram considerados aptos a vender o material escolar para o beneficiários do Bolsa Escola (Mais Bolsa Família). Os outros 183 estão em processo de análise.

“Trabalhamos com afinco para garantirmos a execução plena desse importante programa estadual de transferência de renda, que vai proporcionar mais dignidade aos nossos alunos da rede pública de ensino, propiciando a eles a oportunidade de adquirirem materiais escolares de qualidade e que lhes ajudarão em sua jornada escolar. Além de fortalecer a economia local por meio da circulação de recursos nos pequenos comércios”, afirmou Neto Evangelista.

A relação de todos os estabelecimentos já habilitados está disponível no site oficial do programa.

Entrega dos cartões do Bolsa Escola

Os primeiros cartões de débito do Programa Bolsa Escola (Mais Bolsa Família), com o qual os beneficiários farão a compra do material escolar, foram encaminhados nesta quarta-feira (30) para famílias contempladas dos 30 municípios maranhenses com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Segundo a secretária adjunta de Renda e de Cidadania da Sedes, e coordenadora estadual do Programa Bolsa Escola (Mais Bolsa Família), Ana Gabriela Borges, durante o mês de janeiro os cartões chegarão aos beneficiários no endereço registrado no Cadastro Único (CadÚnico) – o cadastro de programas sociais do Governo Federal.

“A Sedes vai monitorar o processo de recebimento dos cartões e, caso em algum município o registro de recebimento esteja baixo, vai realizar ações conjuntas com os Correios, principalmente na zona rural desses municípios, para garantir que a entrega dos cartões seja efetivada de fato. Os cartões que os Correios não conseguirem entregar por algum motivo, permanecerão na empresa por 90 dias”, explicou Ana Gabriela Borges.

Para desbloquear o recurso, despois que receber o cartão, o beneficiário deve ligar para o número 0800 da Ouvidoria. O número completo será informado na carta que acompanha o cartão Bolsa Escola.

“Os cartões recebidos e desbloqueados terão o crédito disponível durante três meses. É muito importante também que as famílias guardem essa carta, pois o documento contém informações essenciais sobre a operacionalização do programa, bem como o cartão que terá saldo anualmente”, destacou o secretário do Desenvolvimento Social, Neto Evangelista.

Com informações do Governo do Maranhão

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...