segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Acadêmicos de Biologia do IFMA de Mangabeiras têm aula em floresta fossilizada no Tocantins


Acadêmicos do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas do IFMA Campus de São Raimundo das Mangabeiras participaram nesses dias 23 e 24 de setembro de aulas de campo no Monumento Natural das Árvores Fossilizadas (MNAFTO), no município de Filadélfia-TO, e no Parque Nacional da Chapada das Mesas, em Carolina-MA, ministradas por três professores, das disciplinas de Paleontologia, Evolução e Geologia.

Assista!


No sábado, 23, os acadêmicos conheceram o Monumento Natural das Árvores Fossilizadas, onde foram recebidos por técnicos do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), órgão que gerencia o monumento. Na oportunidade, foi observado a variedade de fósseis encontrados no local, principalmente de pteridófitas e gimnospermas, com idade entre 298 e 252 milhões de anos. O monumento está localizado no Município de Filadelfia-TO, no Distrito de Bielândia.


“Nós estamos vendo aqui uma das maiores concentrações de fósseis vegetais do planeta, do período permiano, era paleozoica. Aqui você pode observar, além dos fósseis em bloco, você consegue observar as espécies inteiras, espécies com uma qualidade dificilmente vista”, comentou o Professor Éder Romagna, que está ministrando a disciplina de Paleontologia a uma turma do 7º período.

“Aqui a gente consegue entender um pouco como que era o clima daquela época e como que a gente consegue entender as modificações do tempo... A gente consegue perceber padrões de crescimento nas árvores e nós conseguimos ver alguns tipos de folhas de algumas pteridófitas, que são as samambaias, e algumas gimnospermas, que são os pinheiros que a gente está acostumado”, explicou o Professor Rafael Zanotti, professor de Evolução.

“É um local raro, um material raro, que não é em todo lugar que você encontra fóssil. Aqui no sítio Buritirana a gente pode presenciar grande número de fosseis, um dos maiores do mundo, em termo de quantidade e qualidade de fósseis”, ponderou Hermisio Alecrim Aires, gerente do MNAFTO, que acompanhou os estudantes e professores durante a visita.


No domingo, 24, os estudantes conheceram a Pedra Furada, no Parque Nacional da Chapada das Mesas, em Carolina, onde puderam analisar a formação geológica da região, fazendo a relação com os eventos que transformaram as regiões visitadas na forma que eles têm hoje e de como elas continuam em transformação, tanto por ações naturais quanto antrópicas. 

“Os alunos conseguiram contextualizar essas três disciplinas, geologia, paleontologia e evolução, e tiveram como casar esses conhecimentos no campo. Então, isso se torna muito interessante quando vem profissionais de áreas diferentes, que contextualizam o que os alunos viram em sala de aula de forma didática no campo”, comentou Gileno Moreira, Professor de geologia.

“A participação dos alunos foi muito proveitosa, adquirimos conhecimento para o nosso dia a dia, para o decorrer do nosso curso e para a nossa profissão de biólogo”, disse Luciano Pereira, acadêmico de Ciências Biológicas cursando o 7º período.

Sobre o Monumento Natural das Árvores Fossilizadas do Tocantins (MNAFTO)

A unidade de conservação Monumento Natural das Árvores Fossilizadas do Tocantins (MNAFTO) foi criada através da Lei nº 1.179 de 04 de outubro de 2000 e tem como objetivo “proteger e conservar as diversidades biológicas e paleontológicas existentes no local”.

A sede está situada no distrito de Bielândia, município de Filadélfia, região norte do Estado do Tocantins, a aproximadamente 438 km da Capital, e abrange uma área de 32.067,1000 hectares de cerrado.

Sua Zona de Amortecimento engloba parte do município de Babaçulândia (TO). O acesso ocorre através das rodovias TO-010 e a TO-222.

Sobre a Chapada das Mesas

A Unidade de Conservação Parque Nacional da Chapada das Mesas protege mais de 400 nascentes de importantes cursos d'água. Está localizado numa região com enorme potencial turístico. Além das inúmeras chapadas tabulares de arenito (algumas com inscrições rupestres), a região da Chapada das Mesas é famosa pelas cachoeiras de águas límpidas e de temperatura agradável.








Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...