terça-feira, 22 de outubro de 2013

Grupo de estrangeiros visita fazendas em São Raimundo das Mangabeiras

Um grupo de estrangeiros visitou nesta segunda feira, 21, as Fazendas Santa Luzia e Agroserra, em São Raimundo das Mangabeiras. A visita, intermediada pela FAPCEN (Fundação de Apoio a Pesquisa do Corredor de Exportação Norte ‘Irineu Alcides Bays’), foi organizada pela Fundação Solidaridad, organização internacional que incentiva a produção responsável de alimentos, com sede na Holanda. Depois de São Raimundo das Mangabeiras o grupo seguiu viagem para os municípios de Paragominas e Tailândia, no Pará.

A excursão da Solidaridad é composta por pessoas de Gana, Canadá, Estados Unidos, França, argentina, Nicarágua e Holanda. Participaram das visitas em São Raimundo das Mangabeiras, a equipe da Fapcen, representantes do IFMA de São Raimundo das Mangabeiras, das fazendas visitadas, do governo do Maranhão e representantes do poder público de São Raimundo das Mangabeiras.

Na Fazenda santa Luzia foi visitado o projeto de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF). A fazenda se destaca nesta área, tendo sido tema de reportagem em rede nacional de TV. A fazenda Santa Luzia planta soja em 6.000 hectares. O sistema busca promover a recuperação de áreas degradadas ao incentivar o uso de técnicas sustentáveis de cultivo e de criação de animais. A tecnologia foi desenvolvida pela Embrapa.

Na Fazenda Agroserra os visitantes estavam interessados em ver a relação da fazenda com os funcionários. Eles visitaram os alojamentos, refeitório - onde almoçaram-, e o laboratório do controle biológico de pragas, técnica utilizada na fazenda para combater as pragas da cana. A Agroserra tem mais de 2 mil funcionários e serve diariamente cerca de 7 mil refeições.

A superintendente da Fapcen, Gisela Introvini, destacou que a fazenda Santa Luzia busca a certificação de soja (RTRS) e que a agroserra “já foi certificada”. A certificação é feita através de parceria entre a Solidaridad e a Fapcen.

“Se nós estamos numa propriedade que prima pelo código ambiental brasileiro e ainda tem integração lavoura-pecuária com floresta, nós já estamos contribuindo de alguma forma. Uma propriedade como essa (Santa Luzia), que faz rotação de culturas e que premia o perfil do solo, ela tem um manejo correto, então são pilares que compõem a certificação de soja”, disse Gisela durante a visita às fazendas.

O holandês Pieter Sijbrandij, coordenador do programa internacional da Solidaridad Network, organizador da excursão, diz que os visitantes estão interessados em ver “como o Brasil continua inovando sua agricultura ano após ano”.

“Desta vez me pediram para organizar uma viagem mais ao nordeste e norte do Brasil para encontrarmos os bons exemplos e visitar e trocar ideias com os produtores de ponta”, disse.

O proprietário da fazenda Santa Luzia, Osvaldo Massao, disse que os visitantes gostaram da forma como a agricultura vem sendo conduzida na fazenda.

“Acharam muito interessante a integração lavoura pecuária e vão procurar levar para o resto do mundo, principalmente para região dos trópicos, África, América, América do Sul, América Central, pra suprir a necessidade de alimentação e para conseguir alto índice de produtividade”, destacou Osvaldo.

Pedro Ticianel, diretor da Agroserra, explicou aos visitantes como funciona a fazenda, destacando a preocupação com a questão ambiental.

“Nós fazemos o monitoramento mensal em todas as águas do entorno do nosso projeto e nunca encontramos um, apenas um milímetro, um valor que, por mais modesto que seja, indicasse que a nossa atividade está alterando a qualidade da água”, disse Pedro.

Pedro disse também que a fazenda utiliza “100% da vinhaça”, resíduo da produção de álcool, em ferti-irrigação.

O prefeito Francismar Carvalho se mostrou satisfeito, para ele o município de São Raimundo das Mangabeiras é destaque mundial ao desenvolver uma agricultura moderna.

“O município se orgulha disso, em ver que nós temos pessoas comprometidas com o desenvolvimento do município, gerando oportunidades. Então, isso pra gente é satisfatório, é realmente ultrapassar fronteiras, é ganhar o mundo. Mangabeiras hoje é reconhecida mundialmente por essa prestação de serviço e essa tecnologia que esse pessoal trouxeram pra cá”, disse Francismar Carvalho.

Raimundo Coelho, Secretário Adjunto da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Maranhão, disse que a agricultura do Brasil e do Maranhão é destaque no mundo.

“Acho que eles estão saindo daqui encantados com o que estão vendo, um país novo, uma agricultura nova, mas com muita tecnologia, com muita responsabilidade, principalmente responsabilidade social e ambiental”, destacou Raimundo.


Veja álbum de votos



Vídeo



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...