domingo, 29 de abril de 2018

“A região do Cerrado Sul Maranhense não será mais a mesma depois da Agritec”, afirmam participantes do evento


“A região do Cerrado Sul Maranhense não será mais a mesma depois da Agritec”, declarou José Filho, diretor de comercialização da Cooperativa Agroecológica Pela Vida do Cerrado Sul Maranhense (COOPEVIDA) do município de São Raimundo das Mangabeiras. Os sócios da cooperativa aproveitaram a Feira da Agricultura Familiar e Agrotecnologia do Maranhão (Agritec) para participar de cursos, oficinas, capacitações e comercialização. O evento foi realizado de 24 a 26 de abril, no município de São Raimundo das Mangabeiras.

A COOPEVIDA atua em seis municípios: São Raimundo das Mangabeiras, Sambaíba, Loreto, São Félix de Balsas, São Domingos do Azeitão e Benedito Leite. Por ano, são fornecidas 28 toneladas de polpas de frutas para 49 escolas da região. O Governo do Estado vem apoiando as 93 famílias da cooperativa com a implantação de uma fábrica de polpa de frutas e escoamento da produção com a entrega de um caminhão frigorífico.

Os integrantes da cooperativa e centenas de agricultores da região aproveitaram para participar das capacitações oferecidas durante a Agritec, totalizando 1.713 agricultores (as) familiares capacitados.

Para seu José Marques, da comunidade Nova Descoberta do município de São Raimundo das Mangabeiras, o Governo do Estado está de parabéns por oportunizar aos agricultores familiares conhecimento para aumentar a produtividade do homem do campo. Entusiasmado, ele conta que participou do curso sobre sistema alternativo de criação de galinha caipira ministrado pela Embrapa.

“Na minha propriedade eu trabalho com criação de aves caipiras, cultivo acerola, milho e hortaliças. Eu sempre enfrentei dificuldades na criação de galinhas, pois todos os anos eu sempre suspendia a criação de galinhas por três a quatro meses pelo alto preço dos alimentos. Na capacitação de hoje aprendi várias alternativas mais baratas, para criação de aves e sobre a produção de ovos destinados à produção de pintinhos”, enfatizou José Marques.

Dona Sônia Maria, sócia da COOPEVIDA, que participou do seminário de Cooperativismo e Associativismo, foi taxativa em afirmar o fortalecimento dos cooperados da região com os conhecimentos compartilhados durante os três dias da Agritec. “Um ponto importante discutido no seminário de cooperativismo e associativismo foi a economia solidária, que nos despertou a desenvolver, na nossa comunidade, atividades econômicas mais sustentáveis numa perspectiva de desenvolvimento local e aliado ao cooperativismo”, declarou.

O secretário de Estado da Agricultura Familiar, Júlio César Mendonça, ressaltou a preocupação da gestão estadual em garantir assistência aos agricultores. “A Agritec é uma política que veio para ficar e leva conhecimento ao agricultor e desenvolvimento do setor rural, facilitando o acesso às tecnologias de baixo custo gerando renda para o agricultor familiar do estado”, pontuou.

Números da Agritec
Durante a Agritec, o Banco do Brasil e o Banco do Nordeste concederam linhas de créditos para os agricultores familiares na ordem de R$ 1.688.088,00 com a realização de 52 contratos para fomentar a agricultura familiar do território Cerrado Sul Maranhense.

A comercialização de animais, produção da agricultura familiar e alimentação também foram destaque, somando R$ 58.471,00 em comercialização.

O prefeito de São Raimundo das Mangabeiras, Rodrigo Coelho, informou que a Agritec movimentou a economia local, além de ter sido um orgulho para o município sediar o evento. “Nesses três dias contamos com a presença de muitas caravanas de agricultores familiares, além disso, a economia do nosso município foi movimentada, pois nossos hotéis e restaurantes estavam todos lotados”, pontuou o prefeito.

Serviços


As Secretarias de Estado participaram da Agritec com oferta de serviços e capacitações. O VIVA/Procon emitiu 262 carteiras de identidade e 203 CPF. A Agência Estadual de Defesa Agropecuária (AGED) participou do evento com um stand, demonstrando as áreas de atuação do órgão, bem como palestras e oficinas sobre os programas de prevenção, controle e/ou erradicação da Brucelose, Febre Aftosa, Raiva e Agroindústria Familiar (registro, documentação necessária, instalação e quais os produtos enquadrados na área), além das atividades educativas como o Projeto Fazendo Educação.

O Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma) entregou um título coletivo de terra beneficiando 73 famílias do Povoado Mosquito, no município de Pastos Bom. Para o presidente do Iterma, Raimundo Lídio, contribuir com a regularização fundiária de diversas comunidades da região sul é muito gratificante.

“Os agricultores e agricultoras familiares do povoado Mosquito, de Pastos Bons, já lutavam há mais de 30 anos e o Iterma dentro de 30 dias trabalhando no processo conseguiu dar uma resposta rápida a essa comunidade que sofria há tanto tempo. Hoje, eles saem daqui confiando no governo Flávio Dino e felizes com essa conquista”, disse Lídio.

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes) realizou palestras sobre como fortalecer a execução da Política de Segurança Alimentar e Nutricional e contribuiu com oficinas sobre o reaproveitamento dos alimentos e a importância dos nutrientes encontrados nos talos, cascas e sementes, além de realizar a degustação de receitas funcionais e nutritivas como doce de abóbora com casca, geléia de abóbora com gengibre, farinha da semente de abóbora, e brigadeiro de biomassa da banana verde.

Também participou da ação a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) com o ônibus da cidadania que levou orientações sobre emissão de Nota Fiscal Avulsa para formalização de microempreendedores e agricultores familiares, parcelamento do IPVA, além de palestras, curso de capacitação e formação de conselheiros sociais.

A Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) atraiu centenas de estudantes e vários visitantes da Agritec na exibição do Planetário.

Na parte técnica da programação do evento, também apresentaram contribuições as Secretarias de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA) e a do Trabalho e da Economia Solidária (Setres).

Sobre a Agritec

A Agritec é uma realização do Governo do Estado, por meio do Sistema SAF (Secretaria de Estado da Agricultura Familiar, Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural e Iterma), em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-MA), e prefeitura onde o evento é sediado, além da parceria com movimentos sociais como MIQCB, FETRAF-MA, FETAEMA, ACONERUQ, MST e outros.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...