quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Opinião: A esperança que brota do lançamento do livro de um ex-aluno do IFMA de Mangabeiras

Lançamento do livro “Os Mistérios Querem ser Proclamados”.

Por João Batista Passos

O incentivo à leitura e à produção literária, bem como à pesquisa cientifica, é fundamental para que possamos ter avanços concretos no nível educacional brasileiro. Nessa terça-feira, dia 26 de janeiro, fiquei muito feliz em participar do lançamento do livro “Os Mistérios Querem ser Proclamados”, de Arildo Corsino, 19 anos, ex-aluno do ensino médio e técnico em agropecuária do IFMA Campus de São Raimundo das Mangabeiras. A publicação do livro contou com o apoio do Campus e de servidores do mesmo. A cerimônia de lançamento foi realizada na biblioteca do IFMA e contou com a presença de familiares e amigos do jovem escritor, além de professores, técnicos administrativos e alunos da instituição.

Fico esperançoso de que o lançamento do livro sirva de inspiração para o surgimento de outros escritores, tanto dentro quanto fora da instituição. Quanto ao conteúdo, na apresentação do livro, Arildo deixa claro que: “Este livro foi escrito em um momento de aflição e profunda solidão do autor”. Mas, o que seria da poesia se não fossem os momentos/sentimentos de tristeza, dor e de aflição dos que se arriscam no mundo das palavras? 

O autor explica ainda o principal objetivo do livro, que é “fazer com que outros jovens que vivem distante da família, estudando fora de suas cidades, convivendo com pessoas desconhecidas e passando por dificuldades financeiras, possam saber que quando os mistérios da vida são proclamados, cabe a nós desafiá-los e, sobretudo, vencê-los”.

O prefácio do livro é assinado por Renato Ighor V. Aragão, promotor de justiça. “Lembro-me do dia em que esse jovem estudante veio a mim, falar dos seus problemas junto ao curso, das suas saudades da família, das enormes dificuldades financeiras que seus pais tinham em mantê-lo em outra cidade”, conta Renato no prefácio.

A obra é fruto do projeto Jovens Escritores, desenvolvido no campus e que tinha entre seus propósitos estimular os alunos participantes a revelarem seu talento enquanto escritores. “A partir dos encontros das oficinas de textos realizadas semanalmente, surgiu o trabalho produzido pelo autor desta obra”, explica a professora Áurea Maria ao contar, no próprio livro, “Um pouco da história deste livro”.

Por fim, reafirmo minha felicidade pelo trabalho publicado. Poder tocar e ler a produção literária de um jovem sendo concretizada me deixa convicto de que é possível fomentar a produção literária a partir de projetos nas escolas. Que esta iniciativa seja como uma semente plantada em terra fértil, em momento adequado, possibilitando o surgimento de outras publicações.

Parabéns ao Arildo Corsino e a todas as pessoas envolvidas no projeto literário.

João Batista Passos recebeu um exemplar do livro das mãos do autor.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...