sexta-feira, 11 de julho de 2014

Após greve, aulas no IFMA em São Raimundo das Mangabeiras reiniciam

Com informações da Agência Brasil e do UOL

As aulas do Instituto Federal do Maranhão (IFMA), Campus de São Raimundo das Mangabeiras, terão continuidade a partir desta terça-feira,15, após ficarem interrompidas desde o dia 07 de maio, quando os servidores da instituição entraram em greve. A greve está suspensa desde o dia 10 de julho. A medida foi acordada em assembleia realizada no sábado, 5 de julho, pelo Sinasefe (Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica), que organizou a paralização.

“Na segunda feira (14) teremos reunião com todos os servidores para redefinir o calendário após a greve, entre outros pontos que serão discutidos”, publicou a servidora Daisy Damasceno, que faz parte do comando de greve, no Facebook.

Em São Raimundo das Mangabeiras, além das reivindicações nacionais, os servidores e estudantes montaram uma pauta local que incluía, dentre outros pontos, a busca por transporte gratuito para os estudantes. As negociações com a direção do Campus e com a prefeitura avançaram durante o período, mas, novas diretrizes quanto ao transporte só deverão ser adotadas em 2015.


A decisão de suspender a greve ocorreu depois de uma liminar do STJ (Superior Tribunal de Justiça) , do dia 17 de junho, que determinou que os profissionais dos institutos e universidades federais voltassem ao trabalho, sob pena de multa de R$ 200 mil por dia.

O entendimento da Justiça foi baseado em um acordo para reestruturação remuneratória firmado em 2012 entre o governo e os servidores públicos federais, o que não é reconhecido pelo Sinasefe, que atualmente representa a categoria. O acordo sobre o qual a Justiça se baseia estabelece que os trabalhadores não poderiam fazer greve até março de 2015. Para o STJ os grevistas são servidores públicos, o que agrega responsabilidades que devem ser atendidas.

De acordo com Gibran Jordão, coordenador da Fasubra (Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-Administrativo em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil), a entidade suspendeu a greve no dia 25 de junho e desde então os técnicos administrativos têm retomado as atividades.

Greve

No caso dos técnicos administrativos, a greve foi motivada, segundo os profissionais, pelo descumprimento de um acordo de 2012 em que o governo se propôs a fazer um redimensionamento do corpo de funcionários; a racionalização de antigos cargos; o reposicionamento de aposentados; a democratização dos cargos nas instituições de ensino e uma análise das terceirizações.

Já os docentes pedem a reestruturação da carreira, a reposição de perdas salariais com a inflação, entre outras demandas.

Os servidores das instituições federais de ensino superior estavam em greve desde o dia 17 de março. A paralisação dos institutos federais foi deflagrada a partir de 21 de abril.


Relacionadas

Servidores do IFMA em São Raimundo das Mangabeiras decidem entrar em greve

Servidores do IFMA iniciam greve em São Raimundo das Mangabeiras

Greve: Servidores do IFMA de Mangabeiras realizam audiência sobre transporte coletivo

Servidores do IFMA em greve realizam manifestação em São Raimundo das Mangabeiras

Servidores do IFMA de São Raimundo das Mangabeiras avaliam andamento da greve



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...