quinta-feira, 30 de março de 2017

Professores do IFMA Campus São Raimundo das Mangabeiras firmam pacto para melhorar notas do ENEM



Em todo o país, os estudantes no último ano do ciclo da educação básica enfrentam a cada ano o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), principal via de acesso às universidades públicas. No campus do IFMA em São Raimundo das Mangabeiras, os professores da base comum firmaram um pacto com os alunos do 3º ano do Ensino Médio, com o objetivo de melhorarem as notas no exame, que terá mudanças na edição 2017, conforme anúncio do Ministério da Educação (MEC).

De acordo com informações do Campus Mangabeiras, o projeto “Pacto com Professores do 3º ano” (PPEM) foi lançado na manhã de 22 de março (quarta-feira), a partir da iniciativa dos docentes Emerson Dantas (Matemática) e Marlon Cardozo (História). Marcado pelo clima de descontração, o lançamento teve a participação de servidores artistas do campus, que executaram canções do cantor e compositor Lulu Santos e das bandas Capital Inicial e Engenheiros do Hawaí. Opção musical adequada para o momento, em vista do conteúdo motivacional e do ritmo contagiante. A proposta foi bem aceita pelos alunos. “Uma ideia muita boa, que serve de incentivo para nós estudantes, pois dá mais alegria às aulas”, opinou Ana Júlia, estudante do 3º ano de Agropecuária, destacando o aspecto motivacional do Pacto.

Na palestra de abertura do Pacto, o professor Éder Romagna informou aos estudantes sobre a estrutura das questões do ENEM, mostrando que as provas requerem principalmente a compreensão geral dos temas, e não a simples memorização de informações. Segundo alertou o palestrante, as questões do exame priorizam a instigação da capacidade de pensar sobre um tema. No exame de 2015, a média dos estudantes do Campus Mangabeiras foi de 478,42 pontos, considerada baixa pelos professores da instituição.


Projeto

A iniciativa dos docentes do 3° ano do Ensino Médio do Campus Mangabeiras visa à produção de aulas com temas relevantes em relação ao ENEM. Além disso, o PPEM busca adotar algumas estratégias no decorrer do ano letivo, que possam proporcionar ao aluno a melhor preparação e, consequentemente, um melhor desempenho nos vestibulares aplicados no Maranhão. Os discentes contarão com momentos de debate e reflexão que contribuam para a formação, especificamente por meio de aulas e atividades direcionadas aos exames. “O intuito dos organizadores é positivo”, disse o aluno Luziel Rodrigues Arruda Junior, do 3º ano de Informática, destacando que a proposta aposta na inovação.

Marlon Cardozo explicou que os estudantes não serão sobrecarregados com atividades extraclasses, contando apenas com uma dinâmica diferente nas aulas com foco no ENEM. “Os docentes introduzirão no cotidiano das aulas: aulões, simulados, ranking das turmas, palestras vocacionais, e participação de professores no rádio, com dicas para o exame”, disse o professor.

O professor de Matemática Emerson Dantas enfatizou que a ideia é unir sonho e protagonismo. “Sabemos que os adolescentes têm sonhos e pensam em ter um futuro melhor. E nós professores do Campus Mangabeiras temos como objetivo clarear na mente deles esses sonhos, queremos que nossos alunos deixem de ser coadjuvantes e passem a ser protagonistas em meio à sociedade”, disse ele, manifestando a intenção de que as instituições de ensino do Sul do Maranhão sejam formadas por alunos da própria região, inclusive nas vagas dos cursos superiores.

Os organizadores consideram que, mais que a aprovação dos estudantes no exame nacional, o projeto busca garantir um futuro promissor aos alunos. “Os alunos do Instituto Federal buscam a formação profissional para ingressar no mundo do trabalho, mas também querem ingressar em uma universidade”, argumentou o diretor de ensino, Roberto Kennedy, para quem o Pacto é fundamental para dar condições de competitividade aos alunos da unidade escolar.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...