quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Alunos do IFMA realizam manifestação pedindo redução da tarifa de ônibus

Estudantes do IFMA (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão), Campus de São Raimundo das Mangabeiras, realizaram nesta quarta feira, 25, uma manifestação pacifica pelas ruas da cidade pedindo a redução da tarifa de ônibus. Atualmente a tarifa é de R$ 2,00, sendo que os estudantes pagam 50%. Eles dizem que o aumento da tarifa foi abusivo, pois no ano passado o valor era de R$ 1,60. Cerca de 200 alunos do instituto, dos cerca de 750, participaram do protesto.

Gritando palavras de ordem, os estudantes saíram da frente da garagem da prefeitura (DNER), seguiram pela Avenida Rodoviária, fizeram uma breve parada em frente à casa do prefeito, depois seguiram ate à prefeitura – onde cantaram o hino nacional de costas para o prédio-, e depois se dirigiram para a sede da empresa Federal Transportes, responsável pelo serviço.

Segundo os estudantes, o contrato de concessão prevê um aumento gradual de até 40% em 8 anos e que desde o início do contrato o aumento já foi de quase 30%.

Uma das organizadoras do movimento, Ana Raquel, avaliou de forma positiva a manifestação e não descarta outros atos, caso as reinvindicações não sejam aceitas.

“Esse primeiro movimento foi muito positivo. Dependendo das propostas que a gente colocar, e se não for resolvida, a gente vai para um protesto maior. Em relação aos passes, o nosso protesto é justo porque a gente está no nosso direito. O contrato diz o seguinte: R$ 1,60. Realmente tem que haver reajuste anualmente, mas o reajuste que eles deram foi um ajuste absurdo”, disse a estudante.

Ana Raquel contou também que a comissão procurou o promotor de justiça nesta terça feira, 24, e que o mesmo solicitou um abaixo assinado para que ele possa ajudar a buscar uma solução.

“Tivemos uma conversa com ele, ele esclareceu o contrato e pediu que a gente pegasse mais ou menos 60 assinaturas com RG e CPF para repassar para ele”, destaca Ana. Cerca de 100 assinaturas já haviam sido conseguidas até o final do protesto.

O vereador Júlio da Foto Layser, presidente da câmara, que passava pelo local do protesto, e foi convidado pelos manifestantes para se pronunciar, disse que a câmara poderá ajudar naquilo que estiver ao seu alcance para que se chegue a um consenso.

“A Câmara pode convocar a direção do instituto, a direção da empresa, representante dos alunos e sentar para tentar fazer um acordo nesse sentido, para que todos possam ganhar, principalmente os alunos”, disse Júlio.

Jânio Fernandes, Diretor de Desenvolvimento Educacional do Campus do IFMA, disse que os alunos se organizaram por conta própria e que a instituição não paralisou as atividades, mas, como os alunos não foram não teve aula. Ele disse também que a direção do instituto já manteve conversas com a empresa prestadora do serviço sobre outros problemas, mas que ainda não houve conversas sobre a questão da tarifa.

“Nós já conversamos, dialogamos com empresa por várias vezes para tentar solucionar alguns problemas que vinham acontecendo durante o percurso e graças a Deus nós fomos prontamente atendidos pela empresa. Mas, não chegamos a dialogar, a questionar, os valores, muito menos buscar explicações sobre a questão de valores. Mas, algumas situações que foram acontecendo no dia a dia, e que acabava comprometendo em alguns momentos a escola, a gente sempre procurou a empresa e ela sempre se colocou a disposição para resolver esses problemas”, disse Jânio.

Até o fechamento desta matéria não conseguimos contato com a direção da empresa de ônibus, aja vista que a cidade passa por problemas de telefonia móvel.





Vereador Julio da Foto Layser conversou com os manifestantes e não descarta possibilidade de intermediar diálogo. 



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...