quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Um comércio está apto a comercializar para o programa ‘Bolsa Escola’ em Mangabeiras


O Governo do Maranhão, através do programa Bolsa Escola (Mais Bolsa Família), vai garantir a aproximadamente 1,2 milhão de crianças e adolescentes maranhenses a aquisição de material escolar, a partir do dia 10 de janeiro. Aumentou a quantidade de estabelecimentos cadastrados no estado, passando de 834, em 2016, para 1413, em 2017, segundo o governo. Em São Raimundo das Mangabeiras, o número de estabelecimentos credenciados diminuiu, de cinco para um. A Papelaria Brito, que se credenciou em 2016, continuará a realizar as vendas. A previsão do governo é que o programa injete mais de R$ 50 milhões na economia do estado.


Para 2017, o governo reajustou o valor do benefício em 12,5%, que passará de R$ 46,00 para R$ 51,00, a partir de janeiro de 2017.

“É um programa de grande alcance social que, além de promover mais dignidade aos alunos da rede pública, eleva também sua autoestima porque eles passam a adquirir materiais escolares que, na grande maioria das vezes, não teriam condições de comprar”, afirmou Neto Evangelista, titular da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes), órgão responsável pela execução do Bolsa Escola (Mais Bolsa Família).

A transferência do recurso aos beneficiários é disponibilizada em cota única, no início de cada ano, para a compra de material escolar. A retirada do benefício é feita por meio de um cartão de débito que, à medida que forem recebidos pelos beneficiários, são desbloqueados pelo órgão executor do programa. Os beneficiários têm até 90 dias para realizar a compra dos produtos nos estabelecimentos habilitados pelo Governo do Estado, nos municípios. Podem ser adquiridos todos os produtos com finalidade escolar.

Quem tem direito ao Bolsa Escola

Tem direito ao programa Bolsa Escola (Mais Bolsa Família), famílias com crianças e adolescentes de 4 a 17 anos, cadastradas no Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico) e que recebam o Bolsa Família. Ao contrário de outros programas, não há limite em relação ao número de filhos beneficiados por família.

Quem já foi beneficiado pelo programa este ano, terá o cartão recarregado a partir de 10 de janeiro de 2017, após a liberação dos recursos pelo governo estadual.

Em 2016, o programa beneficiou 982.681 alunos nos 217 municípios maranhenses.

Para mais informações, acesse o site do programa (AQUI)

Com informações do governo do Maranhão
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...